Pôquer: jogo, esporte ou ambos?

Font Size
A A A

O debate sobre se o pôquer é um esporte é uma simples questão de semântica. Em muitos países, sua classificação tem implicações legais e fiscais sérias. Então, quem está certo?

Em 2015, Erik Seidel, um jogador profissional de pôquer que entrou para o Hall da Fama do Pôquer em 2010 e já venceu oito séries mundiais, faturou US$ 5 milhões jogando em torneios de pôquer pelo mundo. Para colocar esse total em perspectiva, Harry Kane, um atacante inglês da Premier League pelo Tottenham Hotspur, ganha por volta de £ 2 milhões por ano. 

Apesar dos benefícios financeiramente comparáveis do pôquer em relação aos demais esportes profissionais, continua o debate ferrenho sobre se o primeiro poderia ser realmente classificado como "esporte". É certamente um argumento com uma resposta evasiva e muitos têm opiniões diferentes sobre o assunto.

Então, por onde começamos?

Ênfase do esporte na atividade física

“Você deve estar brincando”, replicou o profissional do pôquer, Dennis Phillips, quando questionado por Gary Wise da ESPN se o pôquer tinha um lugar legítimo nos Jogos Olímpicos. “Qualquer jogo em que Phil Hellmuth possa ser um participante não deve ser um esporte olímpico”. Embora sua resposta tenha sido bem jocosa, reflete o sentimento de muitas pessoas, dentro e o fora da profissão do pôquer.

“Não é um esporte; esporte envolve atletismo”, respondeu Barry Greenstein. Greg Raymer, vencedor do 2004 Poker World Series Main Event, respondeu: “Ninguém deve ganhar medalhas com base em um torneio, pois os resultados de um torneio não indicam quem é o melhor jogador. O pôquer é um jogo de habilidade adquirida em longo prazo. Temos que jogar por meses”. 

Dos seis profissionais que Gary Wise entrevistou, todos concordaram que o pôquer não é nem deve ser considerado um esporte. O pôquer ocupa seu próprio lugar e, ao que parece, esse lugar não é entre os rankings do futebol, basquete ou beisebol, embora a similaridade de seus potenciais financeiros.

Talvez seja bom definirmos o termo "esporte" neste momento. O dicionário Merriam-Webster diz o seguinte: 

esporte é: “Uma atividade atlética que exige habilidade ou destreza física e normalmente é de natureza competitiva, como corrida, beisebol, tênis, golfe, boliche, luta livre, boxe, caça, pesca etc.”.

Então, por definição, esporte é um passatempo, uma diversão ou uma atividade recreativa com um conjunto padrão de regras, um nível específico de habilidade e, certamente, a inclusão da atividade física. Portanto, se os próprios profissionais do pôquer concordam que o pôquer não é um esporte e parece que, por comparação literal, ele não se enquadra na definição de um esporte, existe alguma necessidade de argumentar a respeito da classificação do pôquer?

Já não é bem óbvio?

Mas, parece que não é tão óbvio. A International Mind Sports Association (Associação Internacional de Esportes Intelectuais) dedica-se a defender que as atividades intelectualmente desafiadoras são tão difíceis quanto as que são fisicamente desafiadoras e estão determinadas a, algum dia, ocupar seu lugar nos Jogos Olímpicos, ao lado dos esportes que exigem fisicamente. 

Já satisfeita com o fato de xadrez, bridge, cribbage e draughts atenderem às exigências necessárias para serem considerados esportes intelectuais, a IMS determinou que o pôquer é realmente um esporte e conseguiu classificá-lo como esporte intelectual em 2010. 

Além disso, foram muitos os estudos de caso, artigos e livros publicados a respeito das maneiras pelas quais os jogadores de pôquer se preparam para os torneios. Muitas das dicas, incluindo ter o descanso adequado e fazer exercícios físicos leves antes, poderiam ser confundidas como conselhos para treinamento de atletas. 

Alega-se que os jogadores que sofrem de fadiga ou exaustão física estão em enorme desvantagem durante um torneio de pôquer prolongado, assim como se esperaria de um atleta que não tenha mantido um regime de treinamento rigoroso.

“O preparo físico e o bem-estar há muito tempo demonstram auxiliar drasticamente na concentração mental e não é coincidência o fato de que alguns dos melhores jogadores de torneio do mundo da atualidade tenham perfeita forma física”, relaciona um estudo. 

Embora existam aqueles que defendam que se manter em forma não tem nada a ver com jogar pôquer, alguns poderiam ficar em dúvida diante da montanha de evidências de que se manter em forma e ativo pode ajudar a mente durante um treinamento em si. Você se lembra da pergunta que Gary Wise fez a seis dos melhores jogadores de pôquer? Durante essa entrevista, Mike Sexton, membro do Hall da Fama do Pôquer, disse o seguinte: “Com certeza, no que diz respeito ao lado intelectual dele, acho que nenhum esporte teria melhor classificação”. 

Mas, espera aí, o debate está prestes a se tornar interessante com a afirmação de que o pôquer não poderia ser um esporte, pois os jogadores raramente terminam sujos e com as roupas suadas no fim de um torneio. Então, ele é um jogo? 

Os Dicionários Oxford definem um jogo como: “Uma forma de atividade competitiva ou esporte jogado segundo as regras… uma atividade de que alguém participa por diversão”. 

Isso certamente se parece com o pôquer e vários países (que veremos mais adiante) estão satisfeitos em definir o pôquer como um jogo com base em sua dependência de certo nível de sorte, em vez da habilidade dos jogadores. Entretanto, embora seja certamente verdade que o pôquer não é de forma alguma uma atividade física, a menos que se considere o lançar de cadeiras após uma mão ruim ou o pular de alegria para comemorar uma vitória, isso é totalmente suficiente para rejeitar a ideia do pôquer como um esporte? 

Afinal, ainda há tanto impacto ao redor da mesa quanto em qualquer campo ou quadra, assim como a emoção da competição e o impressionante vigor mental demonstrados. 

O pôquer desafia as habilidades dos jogadores, mas e a sorte?

Se esporte, ou esporte intelectual, é definido como uma atividade que apresenta aos seus jogadores um conjunto de regras, desafios mentais ou físicos e atividade recreativa, com certeza o pôquer preenche mais de uma dessas determinações. 

Da mesma forma, se os jogos são classificados como passatempos que existem para nossa diversão, então o pôquer se enquadra nessa categoria também. Entretanto, um dos fatores complicados do debate “jogo ou esporte” é o papel da sorte no pôquer.  

Na verdade, vários órgãos governamentais relutam em classificar o pôquer como qualquer outra coisa além de um jogo, devido à predominância da sorte sobre a habilidade, um fator que aparentemente impediria o pôquer de ser um esporte. 

Então, sim, o pôquer representa um desafio para os que participam, mas também pode ser dominado pela sorte nas cartas.

É aqui que as coisas ficam realmente interessantes: apresentamos Match Poker, um jogo de pôquer em equipe que promove a habilidade no lugar da sorte e introduziu o uso da tecnologia móvel como meio de eliminar a sorte e, em vez disso, cria ganhadores com base na capacidade de gerenciar um jogo em comum. 

Então, como funciona? As equipes participantes do Match Poker são divididas em mesas diferentes, com um jogador de cada lado ocupando um assento correspondente. Usando dispositivos eletrônicos, as cartas são distribuídas e as mesmas cartas são dadas nas quatro mesas. O elemento da sorte é repentinamente removido, pois cada jogador ocupando aquele lugar correspondente em cada mesa recebe as mesmas cartas. 

O Match Poker tem como objetivo identificar os melhores jogadores e as melhores equipes, com base em como interagem com as mãos que recebem. Com o elemento sorte removido, aumentam as chances de o pôquer ser classificado como esporte? 

SportAccord, a organização geral encarregada de todos os esportes olímpicos e não olímpicos certamente acha que sim e, no final de março de 2016, chegou perto de considerar o pôquer um integrante. 

O presidente da Federação Internacional de Pôquer, Patrick Nally, comentou a decisão: “Estamos vendo mais governos tentando nos entender, entender o Match Poker, começando a entender que o pôquer como esporte intelectual tem um papel a desempenhar e agora está começando a ser cada vez mais aceito em um nível nacional. No futuro, acho que veremos cada vez mais competições e cada vez mais rankings, pois está relacionado com a habilidade e o pôquer encontrará seu lugar como um esporte intelectual muito importante dentro da comunidade de esportes intelectuais”.

Com mais de 50 países participantes, a IFP está legitimamente orgulhosa dessa certificação. Afinal, será que o pôquer está prestes a ser reconhecido como esporte?

Os principais países jogadores de pôquer ponderam

Embora pôquer seja pôquer, independentemente de onde esteja, o país em que realmente está determinará se você está jogando um esporte ou um jogo e se está ou não apostando ilegalmente. Na verdade, a própria classificação do pôquer traz muitas implicações legais e fiscais. Parece que tentar catalogá-lo como uma coisa ou outra é muito mais complicado do que qualquer um poderia imaginar. 

Na maioria dos países, incluindo os membros da União Europeia, o pôquer geralmente é regulamentado como jogo e, mais especificamente, como jogo de azar e não de habilidade. Por esse motivo, o pôquer está restrito aos cassinos e locais semelhantes, incluindo salões de jogos de cartas, e está sujeito às leis de jogos de aposta estabelecidas pela União Europeia ou por um órgão governamental semelhante. Mas, pelo menos estão surgindo sinais de que tudo isso pode mudar em alguns países. Será que afinal o pôquer estará em alta?

Vamos dar uma olhada em alguns dos principais países jogadores de pôquer e as classificações que utilizam:

Brasil

O Ministério do Esporte Brasileiro reconheceu o pôquer como “esporte intelectual” em 2012 e nomeou um órgão governamental, a Confederação Brasileira de Texas Hold'em (CBTH), para regulamentar o passatempo. O Ministério estabeleceu que: “O pôquer é uma prática competitiva que exige do participante inteligência, capacidade e habilidades intelectuais e comportamentais para ter êxito”.

Junta-se a isso a ideia de que o pôquer é muito mais que um jogo de sorte e a classificação parece ter algum significado simbólico para o futuro olímpico do pôquer como esporte. O Brasil é o anfitrião das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro; porém, o pôquer não será um esporte olímpico em 2016. 

Embora seu reconhecimento como esporte intelectual tenha sido uma excelente notícia para o pôquer, seu status legal no Brasil está se tornando mais complicado; o Congresso Brasileiro está considerando um projeto de lei para legalizar os jogos de aposta em alguns cassinos aprovados. Como o pôquer atualmente só é legalizado durante torneios ao vivo, o efeito dessa legislação sobre o pôquer ainda é incerto. 

O que quer que aconteça, o pôquer continua a prosperar no Brasil, com os torneios se mostrando muito populares. O 2014 BSOP Millions, considerado o principal evento do Brazilian Series of Poker, atraiu mais de 2.700 participantes, tornando-o o segundo maior torneio de pôquer do mundo e o maior fora de Las Vegas, segundo a Poker News. O evento ofereceu um prêmio equivalente a US$ 2,7 milhões, com o vencedor, Wilson Calixto, levando para casa US$ 420.000.

Alemanha

O pôquer é regulamentado como jogo de apostas na Alemanha; mas, pelo menos uma corte, embora tenha chegado perto de declará-lo como esporte, considerou-o jogo de habilidade e não jogo de azar. Embora os fãs de pôquer da Alemanha tenham considerado essa decisão judicial de 2012 um bom sinal para os que acreditam que o pôquer é um esporte; infelizmente, foi um revés para o jogador de pôquer no âmago da questão. 

Eddy Scharf, um profissional do pôquer, abriu um processo tentando tornar seus ganhos no pôquer isentos de impostos, declarando que, por ser um jogo de azar, qualquer dinheiro ganho não deve ser tributado segundo a lei alemã. A corte discordou e decidiu que os jogadores que ganham dinheiro com pôquer fazem isso por meio de habilidade pessoal e, portanto, devem recolher imposto de renda sobre os ganhos.

Estados Unidos

Nos EUA, onde o epicentro global de jogos de apostas de Las Vegas atrai os melhores jogadores do mundo, o pôquer é considerado um jogo pelas normas legais. Uma lista muita longa de decisões judiciais de praticamente todos os estados do país declara o pôquer um jogo de azar. Mas, na maioria dos estados, o fator determinante é se a sorte ou a habilidade é mais dominante. 

Até agora, a maioria das cortes optaram pela sorte. Como na Alemanha, um caso contrário declarou o pôquer um jogo de habilidade para fins fiscais. Mas, ao contrário da Alemanha, a decisão dessa corte específica resultou em uma carga menor de impostos para Billy Baxter, o jogador que moveu a ação. A decisão judicial limitou-se aos impostos e não afetou o poder dos estados de regulamentar o pôquer como jogo de azar segundo a legislação de jogos de aposta. De maneira geral, a ideia do pôquer como esporte não atrai o governo dos EUA.

China

A China tem usado o termo “esporte” em relação ao pôquer de maneira bem limitada. Em 2014, o Beijing Millions, um importante torneio de pôquer, foi sancionado pelo Beijing Municipal Bureau of Sports, uma correlação direta entre o pôquer e a referência ao seu potencial como esporte. 

A China permitiu que vários outros eventos tivessem o “pôquer” sob o apoio das organizações de esportes, mas essas competições foram em grande parte removidas do pôquer tradicional. Eles introduziram elementos como jogo em equipe, naipes trunfo, os encontrados nos jogos de bridge e eliminaram as apostas. O pôquer tradicional ainda é predominantemente ilegal como jogo de apostas na China.

Outros países

Fora dos exemplos listados anteriormente, a maioria dos países, incluindo o Reino Unido, regulamentou o pôquer como jogo de apostas. No Reino Unido, essa classificação significa que os ganhos atualmente não são taxados pela HMRC, ao contrário dos salários que os esportistas recebem. 

No Japão, no entanto, o status do pôquer é um tanto confuso, pois jogos de cartas e de mesa são banidos, porém os principais torneios de pôquer ainda são realizados, e legalmente. O Campeonato All Poker oferece um pacote de prêmios no valor de US$ 20.000 e um lugar no próximo World Series, mas nenhum prêmio em dinheiro é oferecido. Como não há dinheiro envolvido, esta versão do pôquer é totalmente legal. 

O Japão também tem sua própria organização sem fins lucrativos, a Associação de Pôquer do Japão, que tem como objetivo: “disseminar amplamente o jogo de pôquer pela cultura japonesa e tornar-se um caminho para os jogadores japoneses jogarem em eventos no exterior”. Parece que o Japão está disposto a tolerar o pôquer, porém não a legalizá-lo.

O status do pôquer na Austrália é semelhantemente complicado, embora ele seja regulamentado como jogo de apostas. Em 2001, o Congresso Australiano aprovou a lei de jogos de aposta interativos, que classificou qualquer serviço: “que ofereça serviços de jogos de aposta interativos on-line a dinheiro aos jogadores australianos” ilegal e também baniu a propaganda de tais serviços.  

Mas, serviços interativos como o pôquer, e apostas durante o evento, são permitidos se forem oferecidos por fornecedores de fora do país. Da mesma forma, os sites de pôquer australianos têm permissão para oferecer jogos a dinheiro aos que moram fora do país. Em um momento em que as autoridades procuram banir as máquinas eletrônicas de pôquer ou "pokies" devido à natureza viciante delas, pelo menos o futuro do pôquer interativo parece incerto; será que isso poderia ter repercussões na forma mais fiel do pôquer também?

Independentemente do país, parece haver uma contradição em relação a como o pôquer deve ser classificado; ele é, na verdade, um jogo, ou um esporte... continuamos na expectativa

No fim, o pôquer é…

Um enigma, ou pelo menos torna-se um em termos de classificação definitiva. Parece que o status do pôquer depende do ponto de vista:

• Se você acha que o pôquer é um jogo ou um esporte ou uma combinação dos dois, geralmente depende de como se sente em relação ao esporte e ao esforço físico.

• Se você está preparado para aceitar que um desafio intelectual está relacionado ao físico de alguém.

• Se você acredita ou não que a sorte nas cartas é realmente tão importante.

Por motivos legais, o status do pôquer continuará a ser debatido pelo mundo, mas não é saudável discutir essas coisas ocasionalmente? Independentemente de sua opinião nesse debate, você deve reconhecer que o pôquer não se enquadra exatamente em qualquer definição, compartilhando elementos de esportes e jogos de aposta, mas sem componentes verdadeiramente reais para ser considerado um ou outro, definitivamente. 

Os poucos exemplos de países maiores classificando o pôquer como esporte são interessantes, mas essas classificações costumam ser para fins limitados, como tributação, e a maioria não interfere na regulamentação do pôquer como jogo. 

Então, é isso; esse é um debate durante o qual mentes sensatas podem divergir. Mas, ainda há uma pergunta a ser feita: como a classificação do pôquer afeta a sua percepção dele? 

Adoraríamos ouvir suas opiniões na seção de comentários abaixo.

Achou isto interessante?    

Obrigado por nos ajudar a melhorar.

     

Copyright 2002 - 2016 Cassava Enterprises (Gibraltar) Limited., subsidiária integral da 888 Holdings plc.
A Cassava Enterprises (Gibraltar) Limited foi estabelecida em Gibraltar, que faz parte da União Europeia.
A 888 Holdings plc está cotada na Bolsa de Valores de Londres.
A Cassava Enterprises (Gibraltar) Limited está licenciada e autorizada a oferecer serviços de jogos e apostas online nos termos das leis de Gibraltar (Licença para Jogo Remoto números 022 e 039) e não atesta a legalidade de tais serviços em outros países.
Nossos serviços no Reino Unido são operados pela 888 UK Limited, uma empresa estabelecida em Gibraltar, licenciada e regulamentada pela Great Britain Gambling Commission (Comissão de Jogos de Aposta da Grã-Bretanha).
Nossos serviços nos estados membros da União Europeia (com exceção dos estados em que nossos serviços são fornecidos segundo uma licença local) são operados pela Virtual Digital Services Limited, uma empresa estabelecida em Gibraltar, que faz parte da União Europeia.
A Virtual Digital Services Limited opera sob a proteção de uma licença de jogo fornecida segundo as leis de Gibraltar.
Nossos produtos de apostas são operados na Irlanda, pela 888 Ireland Limited, uma empresa incorporada em Gibraltar, licenciada pela Revenue Commissioners (Delegados da Receita Federal) da Irlanda.
Nosso endereço: 601-701 Europort, Gibraltar.
Encorajamos o jogo com responsabilidade e apoiamos a GamCare.