A ligação entre caridade e pôquer

Autor:
Font Size
A A A

Ela está deitada em uma poça de sangue.

Uma simpática e fofinha garotinha de dois anos. O peso tremendo da roda de uma van está sobre seu corpo frágil. A van está parada. O motorista está considerando as opções dele ou dela. A van vai embora, deixando a criança no chão sangrando até a morte.

Um homem se aproxima da criança. Ajuda, finalmente. Um salvador. Ele passa direto; ignorando-a flagrantemente. Ele sequer olha para ela. Um segundo homem passa em sua moto. Ele olha. É tudo o que faz. Ele não para.

Outra van se aproxima e passa sobre as pernas dela. Eventualmente, um gari para, liga para a emergência, eles chegam; a criança morre.

Essa é uma história real.

O incidente, filmado pelo CCTV, foi usado pelo filósofo Peter Singer durante uma TED Talk que foi assistida por cerca de 1,3 milhões de espectadores.

Depois de mostrar ao público essa filmagem perturbadora, ele pede para levantarem as mãos. Ele quer saber quantas pessoas teriam parado e ajudado a criança. Como esperado, braços são levados por toda a arena.

Singer então mostra ao público números de um artigo da UNICEF de 2012 mostrando evidências de que 6,9 milhões de crianças de até cinco anos morreram naquele ano, como resultado de incidentes relacionados à pobreza que poderiam ter sido evitados. São 19.000 crianças morrendo diariamente.

Singer então lança uma questão... Uma questão importante:

"Importa o fato de não estarmos passando direto por elas na rua?"

A maior importância do solilóquio reflexivo surge como um vazamento em um cano enferrujado.

            É uma virada de jogo.

            Não.

            É um agente de mudança.

Peter Singer: o porquê e o como do altruísmo eficaz

Raising For Effective Giving (REG)

Em 1990, 12 milhões de crianças abaixo dos cinco anos morriam anualmente. Duas décadas mais tarde, esse número caiu pela metade. Como?

Em um arquivo excelente publicado no The Guardian por Michael Sanders e Francesca Tamma, eles mencionam até três motivos diferentes pelos quais acreditam que as pessoas fazem doações beneficentes.

  1. Elas doam porque valorizam o bem social realizado pela instituição beneficente.
  2. Eles doam porque têm uma urgência altruísta de contribuir para o bem social da instituição beneficente.
  3. Eles doam porque querem se mostrar para os amigos.

A Raising for Effective Giving (REG) é uma meta-instituição beneficente que surgiu de uma reunião de consciências entre várias pessoas influentes do setor de pôquer e altruístas eficazes da Suíça.

Altruístas eficazes consideram a questão: "Como posso fazer a maior diferença possível?"

Para determinar a resposta, eles usam o pensamento racional e lógico. Eles usam o pensamento matemático, como Expected Value (EV), para determinar o procedimento correto. Eles se inspiram no mundo da filosofia para fazer as perguntas certas e, se necessário, buscar a visão divergente.

  • Eficaz = fazer o maior bem com os recursos que tem.
  • Altruísmo = melhorar a vida das outras pessoas.

Os altruístas eficazes formaram a REG com um foco no pôquer. E têm expandido para áreas de Daily Fantasy Sports (DFS) e videogames. Eles pretendem partir para as finanças e qualquer outro lugar em que encontrem grupos de pensadores com ideias afins.

A REG é apenas uma de mais de um milhão de organizações criadas com um foco: reduzir esse número da UNICEF a zero.

Philipp Gruissem

Para entender como o altruísmo eficaz funciona, vou explorar o mundo de Philipp Gruissem.
Com perto de US$ 10 milhões de lucro em torneios ao vivo, e muito mais que ganhou jogando on-line, e uma ação não divulgada nas mesas a dinheiro, é justo dizer que Gruissem foi um dos melhores jogadores de pôquer do mundo.

Mas, dinheiro não é tudo.

Não faz muito tempo que Gruissem começou a se questionar a respeito do sentido da vida; a finalidade dele e onde poderia fazer o bem. Por um momento, ele considerou deixar o mercado do pôquer. Tirar dinheiro das pessoas não parecia certo. Então, ele conheceu os altruístas eficazes. Tudo mudou. A REG nasceu.

Vamos imaginar que Gruissem tivesse deixado o pôquer e viajado para países carentes para ajudar as pessoas de maneira prática. Embora isso pudesse ter feito com que se sentisse melhor, estaria fazendo todo o bem possível?

A GiveWell é uma avaliadora de instituições beneficentes que avalia a eficácia delas em um nível monetário. Uma das instituições beneficentes mais eficazes é a De Worm The World Initiative, onde, para cada US$ 100,00 investidos, um número suficiente de crianças pode receber auxílio, proporcionando-lhes recursos para 10 anos adicionais de tempo de escola coletiva. Custa somente 5 centavos de dólar para essas crianças passarem um dia extra na escola. Avaliadoras de instituições beneficentes eficazes como a GiveWell permitiram que as calculadoras equacionassem US$ 3.400,00 em doações como uma vida salva.

A REG tem um compromisso em que os membros doam 2% dos ganhos brutos. Se o Gruissem fosse membro da REG desde que entrou para o mercado do pôquer, já teria doado cerca de US$ 200.000,00 para instituições beneficentes eficazes. Ele teria salvado 59 vidas. Será que ele teria salvado esse número trabalhando nas trincheiras em Malavi? Deixarei que você faça as contas.

O mercado do pôquer e as doações filantrópicas

Pesquisadores descobriram alguns motivos pelos quais as pessoas doam, e não doam para causas dignas. Vou me concentrar no principal motivo que colocou o mercado do pôquer no topo das instituições de esportes/jogos mais beneficentes do mundo. 

Doar é contagioso

Pesquisadores de várias universidades dos EUA, incluindo Harvard, descobriram que doar é contagioso. Quando vemos alguém que respeitamos ou com quem compartilhamos o mesmo espaço social/de negócios, estamos mais propensos a agir da mesma maneira.

É por isso que a REG tem sido um grande impulso para a generosidade no pôquer. Pôquer e caridade têm uma longa história; mas, desde que a REG surgiu, é como se um "coelho bombado" tivesse substituído a "tartaruga fumante" nos departamentos de "realizações" de várias instituições beneficentes e empresas de pôquer.

O espírito por trás do compromisso dos 2% é quanto mais jogadores assumirem e usarem o adesivo, maior a probabilidade de falarem da positividade do serviço e maior a probabilidade de mais pessoas aderirem. Quanto mais pessoas aderirem, mais influente se tornará o movimento e maior a probabilidade de outros grupos surgirem ou, pelo menos, soltar o freio de mão.

Só nos últimos meses, presenciamos a REG em inúmeras iniciativas diferentes, incluindo uma luta de boxe entre Brian Rast e Sorel Mizzi. World Series of Poker (WSOP) Max Steinberg, que ficou em quarto lugar no evento principal, é membro da REG.

A World Poker Tour (WPT) realizou vários eventos beneficentes, incluindo em parceria com a Fundação Tiger Woods. O jogador de pôquer Matt Stout criou a instituição filantrópica Charity Series of Poker (CSOP). Vanessa Selbst faz parte da diretoria da instituição filantrópica Urban Justice Centre e, recentemente, realizou uma noite de pôquer das celebridades chamada Blinds For Justice. Jennifer Harman recentemente organizou um evento beneficente em favor da Nevada Society para Prevenção à Crueldade com os Animais e o WSOP doa milhões por meio de sua afiliação com a One Drop.

A lista é interminável...

A filantropia tornou-se uma tendência da qual eu não reclamo.

O pôquer é o que mais está doando?

Na quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016, os maiores nomes do pôquer se reuniram no SLS Hotel em Beverly Hills para a segunda iteração da American Poker Awards. Durante o evento inaugural, Poker Hall do Famer Mike Sexton disse que o pôquer se destacou entre os principais provedores de doações beneficentes no mundo dos esportes.

Isso é verdade?

Infelizmente, não temos uma organização do tipo da GiveWell fazendo registros das doações beneficentes em números, mas minha pesquisa me faz acreditar que ainda temos trabalho a fazer, mas estamos perto.

A Bloomberg Business divulgou em 2010 que a Major League Baseball (MLB) contribuía com mais de US$ 100 milhões ao ano para instituições beneficentes. Nesse mesmo relatório, informaram que o PGA Tour doava US$ 40 milhões por ano, desde 2007, e os jogadores também estavam contribuindo com US$ 30 milhões em doações quatro a cinco anos antes.

Em 2014, a REG conseguiu movimentar mais de meio milhão de dólares em seu primeiro ano de funcionamento. Cada vez que os eventos WPT "All-In" For Kids são realizados, eles arrecadam entre US$ 700.000,00 e US$ 1.000.000,00, e o trabalho do WSOP junto à Fundação One Drop consegue arrecadar entre US$ 4 e US$ 8 milhões por ano em doações beneficentes.

De um ponto de vista pessoal, segundo a Dosomething.org, o atacante do Real Madrid, Cristiano Ronaldo, é reconhecido como o esportista que mais faz o bem no mundo. Não há registros financeiros para apoiar essa afirmação, embora seja de conhecimento geral que ele doou £ 5 milhões para a instituição beneficente Save The Children em prol do socorro ao terremoto no Nepal.

"Meu pai sempre me ensinou que quando se ajuda outras pessoas, Deus lhe dá em dobro", disse Ronaldo em uma entrevista para o The Guardian. "E é isso que tem realmente acontecido comigo. Quando ajudei outras pessoas necessitadas, Deus me ajudou mais.”

Aqui estão os 10 atletas que mais fizeram o bem em 2015, segundo a Dosomething.org 

  1. Cristiano Ronaldo (Futebol)
  2. John Cena (Luta livre)
  3. Serena Williams (Tênis)
  4. Yuna Kim (Patinação artística)
  5. Neymar (Futebol)
  6. LeBron James (Basquetebol)
  7. Heather O’Reilly (Futebol)
  8. Maria Sharapova (Tênis)
  9. Mo’ne Davis (Beisebol)
  10. Richard Sherman (Futebol americano) 

Outros nomes que não estão nessa lista incluem Tiger Woods (arrecada cerca de US$ 1 milhão puramente através de suas noites Tiger Jam, que incluem eventos de pôquer com celebridades). Dikembe Mutombo, que uma vez doou US$ 15 milhões para a construção de um hospital em seu país nativo, o Congo, e David Beckham, que arrecada milhões através de seu trabalho como embaixador da UNICEF.

Como são as doações beneficentes individuais dos jogadores de pôquer?

Em 2014, o membro da REG, e vencedor do Evento Principal do WSOP, Martin Jacobson, doou US$ 250.000,00 para instituições beneficentes eficazes de ajuda aos animais. No WSOP Big One For One Drop inaugural com cacife de US$ 1 milhão, o terceiro lugar, David Einhorn, doou todo o seu prêmio de US$ 4,3 milhões para a caridade, e o quinto lugar, Guy Laliberte, também entregou seus US$ 1,8 milhões para a caridade. Bill Klein seguiu o exemplo deles, doando seu prêmio de US$ 2,4 milhões para a caridade, quando terminou como vice de Jonathan Duhamel no US$ 111.111 One Drop High Roller.

Com exceção de Jacobson, os outros três mencionaram que só jogam pôquer como hobby. A REG só tem 200 membros; então, há muito mais que a comunidade do pôquer pode fazer. Ainda não é hora de cumprimentar as pessoas, por enquanto.

Concluindo

Escritores como eu encorajando as pessoas a participarem de organizações como a REG tem balançado um pouco as estruturas. Daniel Negreanu, também conhecido como @RealKidPoker, recentemente tuitou:

"Não julgue as pessoas por doarem para instituições pelas quais são apaixonadas dizendo que há causas melhores para ajudar, isso não é legal!”

A reação de Negreanu é por causa de um debate comum de razão e emoção entre a comunidade do pôquer sobre onde doar o dinheiro. Mas esse é um bom assunto para se debater. Significa que as pessoas se importam. Significa que as pessoas estão doando para as instituições beneficentes.

Muitas pessoas acreditam que não têm dinheiro para doar. Eu costumava pensar assim. Hoje, a primeira coisa que procuro fazer quando recebo um pagamento é doar 4% para instituições beneficentes eficazes. Esse número aumentará para 1% ao ano. Quando eu me tornar financeiramente independente, 100% dos meus ganhos irão para instituições beneficentes eficazes.

Se você ganha mais de U$ 52.000,00 (£ 34.000,00) por ano, está ganhando mais do que 99% da população do mundo. Reduza para US$ 11.000,00 (£ 7.000,00) e ainda estará entre os 85% dos que mais ganham mundialmente.

Eu duvido que você ficaria olhando crianças morrerem na rua.

Mas, pense nas palavras de Peter Singer. Assista ao vídeo. Lembre-se da questão:

"Importa o fato de não estarmos passando direto por elas na rua?"

Achou isto interessante?    

Obrigado por nos ajudar a melhorar.

     

Copyright 2002 - 2016 Cassava Enterprises (Gibraltar) Limited., subsidiária integral da 888 Holdings plc.
A Cassava Enterprises (Gibraltar) Limited foi estabelecida em Gibraltar, que faz parte da União Europeia.
A 888 Holdings plc está cotada na Bolsa de Valores de Londres.
A Cassava Enterprises (Gibraltar) Limited está licenciada e autorizada a oferecer serviços de jogos e apostas online nos termos das leis de Gibraltar (Licença para Jogo Remoto números 022 e 039) e não atesta a legalidade de tais serviços em outros países.
Nossos serviços no Reino Unido são operados pela 888 UK Limited, uma empresa estabelecida em Gibraltar, licenciada e regulamentada pela Great Britain Gambling Commission (Comissão de Jogos de Aposta da Grã-Bretanha).
Nossos serviços nos estados membros da União Europeia (com exceção dos estados em que nossos serviços são fornecidos segundo uma licença local) são operados pela Virtual Digital Services Limited, uma empresa estabelecida em Gibraltar, que faz parte da União Europeia.
A Virtual Digital Services Limited opera sob a proteção de uma licença de jogo fornecida segundo as leis de Gibraltar.
Nossos produtos de apostas são operados na Irlanda, pela 888 Ireland Limited, uma empresa incorporada em Gibraltar, licenciada pela Revenue Commissioners (Delegados da Receita Federal) da Irlanda.
Nosso endereço: 601-701 Europort, Gibraltar.
Encorajamos o jogo com responsabilidade e apoiamos a GamCare.