Resoluções de Ano Novo dos Embaixadores do 888poker

Autor:
Font Size
A A A

O Ano Novo está chegando, e nós temos muitas novidades, entre elas, o XL Blizzard, as novas paradas do 888Live, e os qualificatórios para a World Series of Poker 2018!

O encerramento de um ano traz sempre esperança e entusiasmo para o ano seguinte. Como é a nossa tradição anual, conversamos com os Embaixadores do 888poker para saber quais são as resoluções de Ano Novo deles.

Refletindo sobre 2017, você sente que alcançou seus objetivos pessoais e/ou de poker?

Natalie Hof: Definitivamente, eu alcancei meus objetivos pessoais de passar mais tempo com a minha família e os meus amigos, voltei a trabalhar e a dedicar mais tempo ao jogo. Também viajei para o sul da Ásia por dois meses, algo que eu queria fazer há muito tempo. Particularmente, não posso reclamar de 2017. Com relação ao poker, para ser sincera, eu não tenho muitos prêmios, então estou ansiosa por um 2018 melhor. 

Chris Moorman: Estou contente com 2017, ano em que ganhei meu primeiro bracelete do WSOP, que era meu objetivo a longo prazo nos últimos 10 anos. Finalmente conquistar a vitória foi um sentimento incrível.

Tonka: 2017 foi um ano estável para mim. Com relação ao poker, eu não tive nenhum resultado significativo, por isso foi um pouco infeliz. Grandes quantias de boas classificações em campos imensos de cacifes elevados, mesmo sendo incrivelmente otimista, os resultados não foram os esperados. Com relação às transmissões, foi tudo muito estável, já no campo pessoal, gostaria de ter cuidado mais da mente, com meditação e uma vida saudável.

Denílson: Com certeza. Foi um ano excelente em todos os aspectos. Minha família estava perfeita, saudável e feliz. No trabalho, atingimos nossos objetivos e começamos novos projetos, como o programa de entrevistas no auditório. Além disso, ser o primeiro Embaixador brasileiro não profissional e chegar ao Dia 2 do WSOP Main Event em Las Vegas foi incrível.

Kara Scott: 2017 foi um ano excelente para mim. Não costumo ter resoluções, mas por algum motivo, no último Ano Novo eu as tinha, e elas realmente me mantiveram focado. Sinto que cumpri minhas metas pessoais e estou renovando-as para o próximo ano, porque elas realmente ajudaram a me concentrar no que era de fato importante para mim.

Quanto ao poker, eu consegui avançar em novas áreas de trabalho, profissional e geograficamente. Isso foi ótimo. Fazer o video mensal, o Poker Brief para 888, foi um projeto divertido e uma nova maneira de pensar sobre o setor. Além disso, expandir minha função no trabalho com a cobertura ao vivo do WSOP teve um grande alcance e, sinceramente, adorei cada minuto.

Vivi Saliba: 2017 foi um ano de destaque para mim em termos de carreira e poker. Tive uma evolução incrível da técnica, combinada com ótimos resultados nas mesas de poker. Tornar-se uma Embaixadora do 888 foi um sonho realizado.

Sofia Lövgren: Infelizmente, não alcancei todos os meus objetivos para 2017, mas com certeza tive um ano satisfatório. Tinha o objetivo de jogar 20 dias por mês em mesas a dinheiro, e fiz isso com bons resultados. Em torneios ao vivo, tinha o objetivo de ganhar um evento. Não consegui, mas manterei essa meta nos meus objetivos para 2018.

Também tinha o objetivo de continuar me exercitando e consegui. No entanto, não alcancei o objetivo de fazer excursões em três países diferentes e uma viagem para esquiar.

Quais são seus objetivos e/ou resoluções para o Ano Novo que se aproxima?

Natalie Hof: Quero viajar para mais países asiáticos, dispender mais esforço em trabalhar no meu jogo e ganhar muito no próximo verão no WSOP em Vegas. Também quero começar a meditar, trabalhar o meu "eu" superior e aproveitar ainda mais a vida. 

Dominik Nitsche: Nunca sei o que dizer quando as pessoas me perguntam sobre as minhas resoluções de Ano Novo. Nunca tento mudar nada na minha vida simplesmente porque é Ano Novo. Qualquer coisa que eu queira mudar, tento mudar o mais rápido possível em vez de esperar um Ano Novo começar.

Então, se você definir resoluções como meus objetivos para o futuro imediato, diria que apenas continuar estudando e melhorar no poker. Meu objetivo também é manter o volume elevado em eventos de high roller. 

Kara Scott: 2018 vai ser um ano decisivo para mim, com muitos outros desafios. Vou me concentrar em realmente ouvir o meu interior e confiar nos meus instintos. 

Vivi Saliba: Estou pronta para os novos desafios de 2018. Quero me desenvolver como profissional de poker, o que inclui o sonho de ganhar um bracelete do WSOP. Também quero poder representar o 888poker e o poker em geral da melhor forma possível.

Denílson: Continuar com o meu trabalho na televisão, manter a nossa turnê nacional no Teatro, fazer a melhor cobertura da Copa do Mundo da Rússia e aperfeiçoar o meu nível ao jogar poker como Embaixador do 888poker.

Chris Moorman: Meus objetivos para o próximo ano não são muito específicos. Gostaria somente de continuar a melhorar como jogador e desenvolver minha habilidade em mesa a dinheiro para me sentir mais à vontade nessa área do jogo.

Tonka: Ganhar um grande torneio. Nunca estabeleci metas como essa porque, em grande parte, elas dependem de sorte. Você pode jogar incrivelmente bem e acabar perdendo um flip importante com 15 e já era. Isso pode acontecer diversas vezes, como aconteceu comigo. Pela primeira vez, estou definindo um objetivo sobre o qual, na minha opinião, não tenho muito controle.

Gostaria de dizer também que serei mais focado em uma vida saudável, mais organizado, apenas melhorando a mim mesmo. Vou tentar focar seriamente na meditação e apenas me concentrar na introspecção este ano. 

Sofia Lövgren: Meus objetivos pessoais incluem fazer vídeos das minhas viagens, não perder meu celular ou passaporte (provavelmente o objetivo mais difícil), aprender a tocar melhor o piano e melhorar o meu chinês

Meus objetivos com relação ao poker para 2018 são jogar nas mesas a dinheiro ao vivo na Ásia, e em Los Angeles e Las Vegas, jogar nas mesas a dinheiro ao vivo em San Diego pela primeira vez, jogar cerca de 10 torneios de poker ao vivo e chegar à mesa final em um evento do WSOP.

Qual Embaixador do 888poker, além de vocês, vocês acham que terá o melhor ano no feltro em 2018 e por quê?

Natalie Hof: Acho que a nossa mais nova companheira de equipe, a Vivian, terá um futuro glorioso no poker. Ela é uma garota adorável, trabalha duro no jogo para continuar crescendo. Então adoraria vê-la ter muito sucesso no poker. 

Tonka: Dominik. Certamente, o Dom. Ele provavelmente joga mais, estuda mais e é, de longe, o melhor Embaixador do 888. Além disso, ele teve uma maré ruim recentemente e depois de conquistar o último One Drop de US$100 mil no WSOPE, acho que só tende a melhorar de agora em diante. 

Sofia Lövgren: Dominik está a todo vapor agora, depois do faturamento no WSOP Europe High Roller, e tenho a sensação de que ele continuará nessa maré de sorte e arrasando em 2018.

Denílson: Acho que a jovem jogadora brasileira, Vivi Saliba, pode surpreender o mundo do poker.

Chris Moorman: Acredito que o Dominik, porque ele estará jogando todos os grandes high rollers e parece se dar bem todos os anos com um bracelete do WSOP.

Kara Scott: Diria o Dominik. Ele está com muita sorte depois de ganhar seu quarto bracelete no evento One Drop. Ele está sempre empenhado em jogar bem e, como todos os grandes jogadores, não é complacente com suas habilidades. Realmente admiro isso. Na verdade, é uma característica que vejo em muitos dos embaixadores do 888! 

Vivi Saliba: Acho que o Domink pode ganhar outro bracelete. Ele mostrou que sabe fazer isso. Não seria nenhuma surpresa.

Quais são os seus planos de viagem para 2018?

Natalie Hof: Para ser sincera, pretendo viajar o máximo possível. Adoraria conhecer a Islândia, Israel, a América do Sul e mais do meu país preferido, a Indonésia. 

Dominik Nitsche: Há uma grande programação se aproximando e estou ansiosa para participar do Big One for One Drop, de US$1 milhão, e do Super High Roller Bowl, de US$300 mil.

Chris Moorman: Como todos os anos, estarei na estrada grande parte do tempo, a começar por jogar o 888live em Londres, em fevereiro, e em vários WPTs em toda a América. Por sorte, não me importo de voar, então aproveito a viagem em vez de sentir medo dela.

Kara Scott: Até agora, só tenho os primeiros meses esboçados na agenda, pois costumo deixar tudo para o último minuto. Até agora, os planos incluem Londres para os eventos do 888poker em Aspers e, em seguida, a Itália para comemorar o lançamento do 888poker.it. O cenário do poker na Itália está no meu coração e no coração do meu marido, Giovanni, por isso, estamos animados para ver o movimento de liquidez compartilhada e o ressurgimento do apoio às empresas on-line lá.

Tonka: Muito! Não tenho tanta certeza no momento, mas planejo ir para a Ásia pela primeira vez, e para a Europa, como sempre. Não tenho planejada nenhuma parada específica no momento, mas posso dizer que eu vou viajar! 

Denílson: Realmente quero fazer duas grandes viagens. Para a FIFA World Cup Russia e voltar às World Series of Poker em Las Vegas!

Foster: Meus planos para 2018 começam com o PCA, depois Monte Carlo e Vegas. Também tenho muitos planos de viagem para torneios regionais no Brasil.


Vivi Saliba: Em 2018, continuarei viajando por todo o mundo. Definitivamente haverá paradas no 888live e também no WSOP em Las Vegas. Seria legal poder viajar um pouco dentro do Brasil também.

Sofia Lövgren: Pretendo continuar jogando muito em mesas a dinheiro ao vivo na Ásia e em Las Vegas. Também viajarei muito e jogarei em aproximadamente 10 eventos ao vivo em 2018. Com certeza, vou para Las Vegas para o WSOP, e em janeiro, também jogarei o Aussie Millions em Melbourne pela primeira vez. Em seguida, irei à Itália para o 888live em março e combinarei com uma viagem para esquiar com amigos.

Achou isto interessante?    

Obrigado por nos ajudar a melhorar.