Jesse Sylvia tornou-se uma celebridade do dia para a noite, quando terminou em segundo lugar, atrás de Greg Merson, no Evento Principal do World Series of Poker 2012. Ele teve um contrato de patrocínio, mídias sociais e um episódio do programa "True Life" da MTV com seu nome. Ele tem uma marca registrada: óculos de sol na testa, mão direita sobre o ombro esquerdo, camiseta preta e um olhar gelado do qual Stannis Baratheon se orgulharia. Mas é fácil esquecer que, não muito tempo atrás, ele era um desconhecido iniciante em jogos a dinheiro, apenas tentando ganhar um dinheiro.

Eu me sentei com Jesse Sylvia em sua casa em Las Vegas recentemente para conferir as novidades do profissional de poker de Las Vegas. Conversamos sobre como é viajar pelo mundo jogando poker, sua recente decisão de concentrar seus planos de viagem e encontrar um equilíbrio entre poker e vida

Sobre a decisão de começar a viajar o mundo jogando poker em 2013

"Então eu terminei a mesa final (do Evento Principal de 2012) e tinha toda essa nova base de conhecimento. Estava meio preparado com esse conhecimento, e um novo processo de pensamento. Então decidi que queria me concentrar em mais torneios. Além disso, eu tinha um patrocínio, que era um veículo grande para começar a viajar e jogar poker ao redor do mundo. Então tudo isto veio junto: esse novo conhecimento, a capacidade de viajar e o patrocínio. E ainda por cima teve um pouco de ego. Você sabe, você tem esse grande resultado e agora deseja aumentar o currículo."

"Acho que uma coisa que viajar muito me ensinou é que viajar apenas para jogar poker não é suficiente, pelo menos para mim. Não gosto da ideia de ir a um lugar incrível muito longe de onde eu vivo apenas para jogar poker. Recentemente, eu e a Ashley [Sleeth, a namorada de Jesse] estávamos conversando sobre uma nova maneira de fazer nossas viagens: ainda torná-las viagens de poker, mas esticá-las um pouco mais e chegar lá antes do torneio. E também só planejar paradas onde estiver quente e maravilhoso. Porque se você está indo gastar todo esse tempo e dinheiro para planejar uma viagem, vamos garantir que seja um grande momento. Eu quero visitar lugares por mais tempo e realmente explorar a região."

Sobre como ele vê as viagens de poker hoje

"Nunca quero chegar a um ponto em minha vida em que não goste de viajar. Viajar, para mim, é uma das maiores coisas que as pessoas podem fazer. Temos muita sorte de estarmos vivos nesta época, porque há 100 ou 200 anos, se você chegasse na América do Sul uma vez em sua vida, já seria incrível. Temos tanta sorte de ter esta habilidade que eu não quero nunca falar algo do tipo "ah, preciso ir a algum lugar". Isso seria terrível.

"A outra coisa é que não posso justificar viajar tanto quanto eu fiz (em 2013) financeiramente quando há grandes jogos na cidade (de Las Vegas). Há muito incentivo para ficar perto de casa e jogar nesses jogos ao invés de ir para longe. Eu posso dirigir para Los Angeles, visitar a praia, jogar em um grande jogo PLO em cinco horas e visitar alguns amigos enquanto estou lá. Estou fazendo isso com menos despesas de viagem aqui, em vez de ter que ir tão longe e ter que sentir falta dos meus amigos, dos meus cães e da Ashley, a menos que eu realmente queira ir a um evento ou uma série.

"Eu realmente gosto de Vegas no momento. Eu gosto daqui. Agora, quando viajo, é a cereja do bolo. É um momento realmente incrível, mas também gosto de casa. Estou perfeitamente feliz onde estou."

Sobre estar fora dos holofotes e viajando menos

"Joguei talvez 12 ou 14 eventos neste verão. Eu gostaria de ter chegado aos 25 ou 30. Acabei de descobrir que, na classificação do Jogador do Ano, estou mais ou menos na 25ª posição [no momento desta publicação, Sylvia é o 31º], o que é muito estranho, considerando que não tenho nenhuma mesa final. Não me importo com isso; se alguém conquista cinco 12º lugares, acho que isso é um argumento razoável para ser o Jogador do Ano. Talvez ele não devesse ganhar, mas deveria ficar entre os cinco primeiros por causa disso.

"Acho que é legal o fato de eu já estar lá e nem mesmo saber. Eu tenho um 18º lugar em um 5k, um 37º em um 5k, um 30º em um campo PLH com 1200 jogadores e um pequeno min-cash em um 1k. Então vou colocar bastante volume e fazer uma boa tentativa para Jogador do Ano. Eu gostaria de jogar muito para me colocar em uma posição em que, se acontecesse de eu ir bem em um 5k, ou se eu tivesse uma boa participação no [Evento] Principal, eu poderia vencer.

"Eu gostaria de superar o Greggie [Merson] ao também ganhar o Jogador do Ano e o Evento Principal ao mesmo tempo. Isso seria muito bom."

Sobre seu WSOP 2015 e uma disputa potencial no POY

"Eu acho que, assim como na vida, o poker é tem muito de equilíbrio. Em qualquer parte da vida, qualquer trabalho, qualquer hobby ou qualquer coisa na vida que você perseguir. Trata-se de dedicar bastante trabalho, estudo, prática. Em qualquer coisa pela qual você é obcecado, como o poker, ter um equilíbrio é muito importante. Acho que estou chegando lá. E acho que é impossível ser verdadeiramente bem-sucedido sem equilíbrio.

"Muitos dos meus amigos que têm ido muito bem no poker estão obcecados por o poker. Eles respiram poker. Mas eles também têm outras coisas na vida que amam. E eles geralmente ganham quando a vitória é um bônus, e não quando a vitória é o foco. E isso parece andar de mãos dadas na vida, pelo menos para mim, e eu acho que para muita gente. Ser uma pessoa plena com um estilo de vida que signifique que o poker não vai deixar você para baixo quando você estiver em uma maré ruim é muito importante e muito saudável para um jogador de poker.

"Este é o melhor conselho que eu aprendi: crie uma vida inteira, e depois disso você pode ficar obcecado pelo poker. Essa é a chave para alcançar o sucesso."

Poucos dias após esta entrevista, Jesse Sylvia ficou em terceiro lugar no Evento 38, $3,000 NLHE. Ele conquistou $ 211.731 apenas nesse evento, e depois desse torneio ficou em 12º lugar na classificação de Jogador do Ano do WSOP. Até agora em 2015, ele tem seis prêmios do WSOP e, no momento desta publicação, está em 19º lugar geral para o POY 2015." Você pode acompanhar o progresso de Jesse Sylvia no WSOP e tudo mais sobre Jesse seguindo-o no Twitter, @MrJesseJames888.

Related Content
A idade é mais do que um número no WSOP?

A idade é mais do que um número no WSOP?

888poker conversa com o Grinder

888poker conversa com o Grinder

A realidade virtual é o futuro do pôquer?

A realidade virtual é o futuro do pôquer?

O Bitcoin é o futuro do pôquer?

O Bitcoin é o futuro do pôquer?

A criação do jogo em casa perfeito

A criação do jogo em casa perfeito

Paul Ince Exclusive: Ander Herrera doesn’t suit Manchester United

Paul Ince Exclusive: Ander Herrera doesn’t suit Manchester United

Habilidade em Negócios para Vencer no Poker

Habilidade em Negócios para Vencer no Poker

Fotografia de pôquer ganha vida com fabfotos

Fotografia de pôquer ganha vida com fabfotos

UMA INTRODUÇÃO AO PÔQUER CHINÊS

UMA INTRODUÇÃO AO PÔQUER CHINÊS

8 motivos pelos quais uma mesa de pôquer é um ambiente perfeito para entrevista em grupo

8 motivos pelos quais uma mesa de pôquer é um ambiente perfeito para entrevista em grupo